sábado, setembro 11, 2021

Comício socialista em dia de luto oficial!

 

Passaram ontem pelas televisões as pessoas mais execráveis deste país e a quem devemos o estado dependente e sem futuro em que nos encontramos. Eram amigos e admiradores do defunto e bem vistas as coisas ocupam hoje as mais altas instâncias do estado. Desde a assembleia da república ao governo passando pelos tribunais está tudo nas suas mãos. E aproveitaram o luto e a suspensão da campanha autárquica para fazerem um verdadeiro comício sobre os benefícios universais do socialismo! E os elogios foram tantos que a gente até se esquece do golpe de estado que foi a exoneração do governo de Santana Lopes para dar lugar ao consulado de Sócrates! Com os resultados que conhecemos.


Aliás esta história das 'elites socialistas' remete-nos directamente para um documentário sobre os últimos quarenta anos do Afeganistão, documentário que a RTP transmitiu recentemente, e que é insuspeito na medida em que nele participam todos os intervenientes no drama. São quatro episódios e fica bastante claro que bem pior que os islamitas ou talibãs, é o papel dos movimentos progressistas laicos e republicanos. A pedra de toque passa sempre pela destruição da cultura tradicional para em seguida erigir um qualquer paraíso terrestre! No caso soviético, o paraíso era socialista! No caso americano era primaveril! Num caso e noutro a chamada elite progressista afegã aliou-se sempre aos invasores. E em ambos os casos o povo afegão reagiu expulsando os invasores!


E é aqui que me vem à memória a traição socialista de Abril.

sexta-feira, setembro 10, 2021

Quem são os negacionistas?

 

Históricamente o primeiro sinal de negacionismo partiu da directora da DGS que afirmou taxativamente que este vírus era uma gripe sazonal como tantas outras. Já lá vão quase três anos. O segundo grande momento negacionista foram as comemorações do 25 de Abril e que lançaram as primeiras dúvidas sobre se o vírus era universal ou apenas circunstancial! Dúvidas que a festa do Avante veio esclarecer – o covid era consoante e tinha um pacto com o regime. Todos os eventos que fossem importantes para a propaganda da república socialista tinham prioridade sobre o covid. Todos os outros tinham que cumprir a lei sanitária em vigor.


A partir daqui muitos portugueses começaram também a ter dúvidas e passaram a ser, também eles, negacionistas. Pelo menos o comportamento assim o indica. Vejam-se os festejos do título do Sporting. Veja-se a final da champions realizada no Porto, com o aplauso das autoridades e muitos turistas na Ribeira.


Entretanto para contrabalançar tanta incoerência e tanto disparate o governo agarrou-se às vacinas como quem se agarra à vida. E com as eleições á porta até já promete o fim da pandemia!


Quem são afinal os negacionistas?!

quinta-feira, setembro 09, 2021

Eu voto no juiz!

 

Não por causa das suas ideias sobre a pandemia, em Portugal há pelo menos dez milhões de especialistas em covid, onde me incluo naturalmente, mas pela frontalidade com que denuncia a apropriação do vírus por parte do governo, na mira de obter votos, e ao mesmo tempo justificar as suas gritantes incompetências.


Mas mais importante que a questão viral, que vai passar um dia, é o diagnóstico que o juiz faz da situação do país, essa sim, cada vez mais difícil de passar. Diz ele em síntese e sem papas na língua que somos governados por uma cambada de pedófilos, de corruptos, gente que se protege e esconde em maçonarias, organizações secretas que os portugueses não conseguem escrutinar!


Alguém tem dúvidas sobre isto?! É preciso ir buscar o polígrafo? O processo da Casa Pia não existiu? A corrupção em Portugal não é uma autêntica pandemia? Os outros países da UE têm primeiros ministros que vivem de amigos e nada acontece? Os tribunais superiores não são controlados pela maçonaria?


Pois, não é preciso ir buscar o polígrafo. Basta ter a coragem do juiz Fonseca e Castro. Só que a coragem é um bem raro nos dias que correm. Por isso, se fosse a votos, votava no juiz.



Saudações monárquicas


quarta-feira, setembro 08, 2021

Entre Moedas e Medina!

 Não assisti ao debate na TVI, não gosto de amputações autárquicas e preferi ver o debate que a RTP organizou sobre a Amadora com todos os candidatos.


Mas mesmo não assistindo ao mano a mano lisboeta posso adivinhar que Medina não deixou que Moedas o questionasse sobre a corrupção, nem sobre o exército de funcionários e empresas municipais que vivem alapados ao orçamento camarário. E suspeito que também não falaram da nova mesquita que se está a construir na Mouraria e com a qual ambos concordam. Moedas porque sim e Medina porque quer chegar a Meca.


Por isso entre Moedas e Medina só existe o nosso Martim Moniz que deu a vida pela cristandade na reconquista de Lisboa aos mouros! A história é uma disciplina interessante, faz-se todos os dias, e convinha que os políticos tivessem isso em atenção. Ninguém é contra uma Lisboa onde todos possam viver. Desde que respeitem a lei e a tradição. Contra a tradição em geral só conheço os socialistas. Contra a tradição cristã em especial só conheço os socialistas e os islamitas.


Saudações monárquicas

segunda-feira, setembro 06, 2021

Lisboetas em maus lençóis!

 

Vi na televisão dos irmãos Costa o debate sobre Lisboa. Um debate que já alguém classificou de entrevista ao actual presidente da Câmara. A moderadora Clara de Sousa, diligente empregada de Balsemão, por incompetência ou outro motivo qualquer, revelou-se incapaz de assegurar um mínimo de democraticidade. E o debate resvalou para uma anarquia palavrosa, útil para Medina mas inútil para os lisboetas. Moedas, pessoa bem educada, calou-se e a geringonça fez o que quis!


João Ferreira da CDU, mais conhecido pelo candidato 'vai a todas', explanou ideias para os próximos duzentos anos! E teve tempo para isso. A candidata bloquista, uma filha do império, precisa de mais vocabulário: - a cada três segundos repetia a palavra 'público'! Os lisboetas devem ter ficado esclarecidos.


O cenário ainda piorou para Moedas face aos inesperados ataques do candidato liberal! Um suposto aliado! Muito atrevido e excessivamente informático teve no entanto um momento de grande lucidez quando adjectivou o trabalho da vereação socialista. O PAN trouxe para a campanha uma extraterrestre e Nuno Graciano do Chega teve poucas hipóteses. Inimigo número um da estação e do painel, nem 'Graças a Deus' pôde dizer! Foi logo corrigido!


Assim, 'graças a Medina' (e não só), o próximo debate eleitoral já vai ser na nova mesquita de Lisboa.


Saudações monárquicas


domingo, setembro 05, 2021

Cenas de fim de festa

 

No centro do palco estão as memórias de Balsemão! Partilhadas por todos, elogiadas por todos, uma verdadeira romaria. Está ali o socialismo em peso. O que vai à Missa, e o que não vai. Revelações de monta não há nem pode haver, pequenas farpas apenas. Nada que estrague o arranjinho da terceira república. Hoje bazuka pra mim, amanhã bazuca pra ti, que o patrão é o mesmo e a falência é certa.


Do lado esquerdo temos o museu e o folclore. Jerónimo de Sousa e a festa do Avante encarnam o guião. Há farturas e música. Animais e plantas. Marcelo ainda não chegou. Mantendo as distâncias seguem-se os comunicados da DGS e os preparativos para a próxima dose. Ao fundo vêem-se portugueses felizes a ser vacinados.


À direita do palco está um armário! Móvel que o nosso tempo transformou em divã de intimidades. Desta vez calhou a vez a Rangel! Desvalorizou o assunto mas o assunto não se desvaloriza. Paulo Rangel não é um político qualquer, ainda alimenta pretensões de liderança no PSD e o seu eleitorado não é o do bloco de esquerda. O próprio Rangel sabe que perdeu votos e sabe que a vida privada de um político contamina sempre a sua vida pública.


Mas todos os males fossem estes para os potenciais eleitores do PSD! A verdade é que continuam à espera de um milagre: - esperam que a social democracia dê um dia á luz um partido de direita! Um parto impossível e além do mais contra natura. Porque quem se afirma social democrata não pode afirmar-se ao mesmo tempo de direita. E se o faz está a mentir a si próprio e aos eleitores.


Aliás esta é a grande fraude da terceira república que como sabemos nasceu inclinada para a esquerda e nunca mais se endireitou. E há grandes responsabilidades de muita gente (e de muitas memórias) nesta confusão propositada.

Neste aspecto e à sua maneira o Chega tem contribuído para alguma clarificação do nosso espectro partidário. Mas ainda não chega.

sexta-feira, setembro 03, 2021

Libertar Almada!

 

A ideia que tenho das eleições locais é que elas devem ser locais. Nesse sentido faz sentido votar em quem conhecemos de uma forma directa, sem necessidade de mediadores. Não é isso que acontece nos grandes concelhos urbanos onde a ideia de comunidade se foi perdendo e já ninguém conhece ninguém. Aí mandam os partidos e as eleições autárquicas acabam por ser uma caricatura das legislativas. Nessa lógica os partidos não olham a meios convocando para as disputar as suas principais estrelas como se a presidência da Câmara fosse um ofício reservado a profissionais da política!


Assim se explica a omnipresença das irmãs Mortágua por todo o lado, como também se explica a aparição da comunista Maria das Dores Meira em Almada uma vez que se trata da presidente cessante da Câmara de Setúbal que só não se recandidata porque a lei não permite. Vem portanto incumbida pelo partido e na esperança de recuperar a Câmara de Almada para a CDU! Aliás e para sermos inteiramente justos vem fazer o mesmo que o PS lhes fez nas últimas eleições quando recorreu ao talento mediático de Inês de Medeiros.


Claro que tudo isto tem pouco a ver com os interesses específicos do concelho de Almada e isso ficou bem patente em recente debate televisivo. Debate, diga-se, apenas reservado aos candidatos cujos partidos têm representação parlamentar. Não admira pois que os temas em discussão tenham sido praticamente os mesmos que dividem as várias oposições e o governo na Assembleia da República. Como também não admira que a abstenção continue nos níveis a que já nos habituou (50% ou mais)!


Uma nota final para o candidato do Chega, Manuel Matias, que conheço bem e tem obra em Almada na área da solidariedade social. Escolheu para lema da campanha - Libertar Almada – e só por isso merece destaque! Libertar Almada do socialismo, obviamente.


É uma tarefa difícil porque dos sete candidatos só o Manuel Matias é que não é socialista! O candidato pelo PSD, que também se chama Matias, e representa uma série partidos que talvez não sejam, mas ele sendo social democrata não pode deixar de ser. Quanto aos candidatos do PAN, sempre demasiado envolvidos nas questões climáticas, nunca sabemos o que são. A Iniciativa Liberal já se sabe, não é, nem deixa de ser.


Saudações locais


quinta-feira, setembro 02, 2021

Portugal resignado!

 

A penúltima estação da via sacra socialista é a resignação. Vimos isto na história dos socialismos de esquerda e de direita. A explicação é simples: - os povos atingem um tal grau de dependência do estado que lhes parece impossível sobreviver de outra maneira. Se juntarmos a isto a cultura da droga que tomou conta da juventude no último quartel do século passado e teremos traçado o futuro não apenas de Portugal mas de todo o Ocidente.

O que falta para chegarmos à última estação?! Não sabemos. Pode aparecer de repente, pode demorar. Depende dos analgésicos. Enquanto o Ronaldo marcar golos de cabeça, enquanto houver esperança na próxima dose, ninguém vai olhar pelo vidro da janela. Mas que chegamos lá, chegamos.*


* Isto não é uma dica para o Chega embora André Ventura tenha feito um bom discurso na rentrée algarvia. Um discurso calmo e determinado. Quase que a negar o espírito deste postal!

sexta-feira, agosto 27, 2021

Carta de São Paulo aos talibãs!

 

Contei pelo menos três: - uma Maria João excitada Marques, um não menos excitado comentador do FC Porto, e a moderadora da estação que dirigia o interrogatório. No banco dos réus estava um jesuíta a tentar convencer os infiéis que a carta, embora escrita há dois mil anos, não perdera o sentido e por isso era lida e explicada regularmente nas Missas de Domingo.


O centro da revolta foi a palavra 'submissão' o que para uma sociedade tão dependente quanto a ocidental causa até alguma estranheza! Porém o que terá exasperado as redes sociais foi por certo a submissão da mulher ao marido! Fiquei aliás com a ideia que se a carta propusesse a insubmissão, ou até a punição exemplar do marido por ser marido, não teria havido qualquer problema.


Daí a pergunta: - estes talibãs que todos os dias nos entram em casa através da televisão não serão muito piores que os genuínos?! Pelo menos aqueles não enganam ninguém.

terça-feira, agosto 24, 2021

Poemas com memória



 Para Além da Trafaria - António Gedeão

- Minha mãe, haverá mundo

para além da Trafaria?

- Não sei, meu filho. Não sei.

Tudo aquilo que sabia

já no meu sangue te dei.

- Que serras são estas, mãe,

que não nos deixam ver nada?

- São rugas que a Terra tem.

Não maces a tua mãe.

Deixa-me estar descansada.

- Ó mãe, que rio é aquele?

Onde nasce e onde morre?

- Ó filho, é Deus que o impele.

Entretém-te a olhar para ele.

É um rio. Tem água. Corre.

- Quando eu for crescido, mãe,

quero saber e entender.

- Ó filho, o supremo bem

é cada qual, com o que tem,

resignar-se e agradecer.

Deus faz tudo pelo melhor.

Não se engana nem se esquece.

De todo o mal, o maior,

seria sempre pior

se Deus assim o quisesse.

Ninguém foge ao seu destino.

Está tudo determinado.

Não penses com desatino.

Dorme, dorme, meu menino.

um soninho descansado.

terça-feira, agosto 17, 2021

As 'irmãs' de Varoufakis!

 

Varoufakis, para quem não se lembra, foi ministro das finanças do Syriza, uma espécie de Bloco de Esquerda grego que chegou ao poder com aquele discurso que já todos ouvimos um dia: - os ricos que paguem a crise. No altura referia-se à Alemanha. Personagem muito mediático, mas de hábitos pouco proletários, apareceu ontem a condoer-se com o destino das suas 'írmãs' afegãs face à reconquista de Cabul. Um tratamento ridículo como é ridícula a participação do ocidente em toda esta história. Mas qual é o problema de Varoufakis?!


As suas 'irmãs' afegãs já não podem usar mini saia nem dar-se ao desfrute?! Vão deixar de desfilar na passerelle e já não podem emagrecer com comida vegan?! Ou será a fidelidade conjugal que preocupa Varoufakis?! E aquela vida doméstica insuportável a tratar dos filhos quando o estado faz esse serviço muito melhor que as mães! E as mães, coitadas, naqueles trajes horríveis que podem assustar as criancinhas! Ou é a democracia destes últimos vinte anos?! Embora ninguém tenha dado por ela! Ou é o progresso destes últimos vinte anos?! Embora ninguém tenha dado por ele! Ah, claro, são as mesquitas e a religião em vez da religião do Corte Inglês! E as ciclovias que os talibãs vão destruir?!

Perante tamanha catástrofe só não se percebe porque é que não houve resistência nem oposição! E essas sim são questões que deviam preocupar gregos e troianos.*



Saudações monárquicas



*Quem destruiu a monarquia afegã que assegurava a paz entre as tribos e na região?!

Quem quer impor a 'primavera' aos outros quando na sua terra vive em pleno 'inverno'?!

terça-feira, agosto 10, 2021

O triplo e a medalha de ouro!

 

Acabaram este Domingo os Jogos Olímpicos do Japão e para a história o que fica são as medalhas. Em Portugal, atendendo à proverbial escassez do produto, qualquer medalha ainda por cima de ouro é recebida em alvoroço e o seu autor imediatamente erigido a herói nacional.

Não foi própriamente o caso de Pedro Pablo Pichardo, cubano naturalizado português, com muita gente a questionar a legitimidade da medalha. Isto apesar das juras de amor, do hino cantado, e da bandeira verde rubra enrolada ao corpo!


Mas afinal de quem é a medalha?! Num breve exercício, e com a sabedoria que dispomos levantam-se algumas hipóteses:


À luz do quinto império a medalha é garantidamente portuguesa como são portuguesas todas as medalhas que caibam no sonho sebastianista.

À luz de Tordesilhas a questão é diferente e seria provávelmente atribuída a Castela.

À luz da revolução cubana, a Fidel o que é de Fidel, e o mais certo é termos que a devolver um dia.

À luz do mercado a medalha é de quem contratou os serviços do atleta embora essa seja também uma questão controversa. Em princípio terá sido o Benfica de Vieira mas pelo que vamos sabendo dos calotes é bem possível que a medalha pertença ao Novo Banco. E voltamos ao princípio com a medalha a sair directamente do bolso do contribuinte português.


Finalmente, com tanta luz deixei na sombra o direito natural e nessa medida a medalha é do Pedro Pablo Pichardo que voou no triplo salto para a medalha de ouro.


Quanto a Portugal estacionámos no ecletismo dos anos cinquenta do século passado e as modalidades continuam aprisionadas nos clubes de futebol profissional! Mais uma originalidade portuguesa. Para termos uma ideia do nosso atraso não tivemos nestes jogos nenhum atleta no meio fundo e fundo masculino (1.500, 3.000, 5.000, 10.000 e maratona) provas onde já demos cartas! Depois, é claro, para haver medalhas que sirvam a propaganda da república temos que as importar.



Saudações monárquicas


Nota: Reportei-me naturalmente ao atletismo modalidade rainha dos Jogos Olímpicos e onde ganhámos as únicas medalhas de ouro que possuímos. Nas modalidades mais técnicas e que exigem formação a sério é melhor nem falar. Quanto às modalidades onde tínhamos alguma tradição (vela e hipismo) a tradição já não é o que era. E o remo está em vias de abandonar o rio Lima para se estabelecer no lago do campo grande!

terça-feira, julho 27, 2021

A lusitana antiga liberdade...

 

'E vós ó bem nascida segurança da lusitana antiga liberdade...' é o verso que invoca a única liberdade possível! Nada disto tem a ver com o golpe militar de Abril de 1974. Nem era essa a intenção de Otelo e dos restantes protagonistas.


Numa interpretação benigna, pondo de lado os indícios de traição que o tempo um dia julgará, tratou-se apenas de mais um episódio republicano na sucessão de episódios a que o regime já nos habituou. É assim desde o implante. Portanto é só aguardar pelo próximo golpe, pelo próximo Otelo e pela próxima república. Palpita-me que acontecerá quando o dinheiro da união europeia acabar. Ou a própria união se desfizer.


Entretanto convinha que não se transformasse o vinho em água nem a água em vinho. A república é a mesma. Um regime postiço, um beco sem saída.


Nota:


E vós ó bem nascida segurança

Da lusitana antiga liberdade

E não menos certíssima esperança

Do aumento da pequena cristandade

(...)


Estes quatro versos dos Lusíadas são a nossa constituição histórica. Explicam a condição da liberdade – somos livres porque o nosso rei é livre – e explicam também a condição da nacionalidade – 'Por tu Graal!


quinta-feira, julho 22, 2021

O estado do peditório!

 

Se formos sinceros o debate sobre o estado da nação resumiu-se ao estado do peditório! E a partir daqui podemos compreender porque é que não há oposição a não ser para uma espécie de tiro ao alvo a alguns ministros como se a respectiva substituição mudasse a natureza das coisas! Continuaremos a ser pedintes, a depender de tudo e de todos seja para vacinas seja para bazucas.


Bazucas iguais a outras que já recebemos e que apenas prolongarão a crise, o subdesenvolvimento e a ausência de reformas. No fundo, um presente envenenado para todos, um balão de oxigénio para os donos da república.


A alternativa ao peditório é deixar de ser pedinte. E por muito que nos custe pensar nisso o caminho passa pela contestação a uma união europeia cada vez mais asfixiante e cada vez mais parecida com a antiga união soviética. E então um dia vamos perceber as verdadeiras razões do Brexit.


Saudações monárquicas


quarta-feira, julho 21, 2021

Um pequeno passo para a transparência!

 

O plenário confirmou ontem, terça-feira, o que já tinha sido aprovado pela Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados na semana passada, com base numa proposta de alteração do PSD a um projecto de lei do PAN.

A iniciativa determinou que os titulares de 'cargos políticos e altos cargos públicos' tenham de declarar a 'filiação, participação ou desempenho de quaisquer funções em quaisquer entidades de natureza associativa', como por exemplo a Maçonaria, Opus Dei ou Clubes. Ressalvam-se os dados constitucionalmente protegidos, como seja os relativos à saúde, à orientação sexual, filiação sindical ou convicções religiosas ou políticas, casos em que tal menção é facultativa.

O diploma entra em vigor cinco dias após a sua publicação e aplica-se aos titulares que 'iniciem, renovem, ou terminem funções'.

Na votação final votaram a favor PSD, BE, PCP, CDS, PAN, PEV e Chega; e votaram contra PS, Iniciativa Liberal e a deputada não inscrita Cristina Rodrigues. 

Nota do autor: Para sermos claros esta lei embora represente um pequeno passo na direcção certa não esconde a vergonha e o escândalo em que temos vivido! Com efeito se já é uma vergonha tolerar a existência entre nós de associações secretas, maior escândalo ainda é aceitar a possibilidade que  alguém proveniente dessas associações possa representar o estado ou julgar as pessoas! Isto diz tudo sobre o país que somos.

Saudações monárquicas

sábado, julho 17, 2021

'Querem roubar-nos o Benfica'!

 

Esta frase de Matamouros o jovem advogado que interpôs há tempos uma acção contra a direcção de Luís Filipe Vieira é de momento aquilo que mais me preocupa como contribuinte mas sobretudo como português. Uma frase que admito poderia ser proferida em circunstâncias análogas por alguém do Sporting ou mesmo do FC Porto e que teria para mim a mesma gravidade.


Digo isto porque o que parece preocupar a maior parte das pessoas não são os alegados crimes em que Vieira terá participado em benefício próprio ou do Benfica, mas sim a possibilidade de entrada de um investidor americano no capital da SAD! Uma entrada normal, legal, resultante da compra e venda de acções entre privados. E a minha preocupação aumenta quando li algures que o ministério público terá acelerado a detenção de Vieira para evitar aquele negócio!


Pois bem, e aqui vou ter que dar razão ao dvogado de Vieira – 'o negócio pode ter sido mal feito, mas o negócio em si é lícito'. Se antes houve informação privilegiada que levou ao negócio, isso é outra coisa, é um crime que terá de ser punido depois de comprovado.


Portanto o que fica no ar é que o ministério público acha que o Benfica é como a TAP um clube de bandeira, que não pode ser vendido a estrangeiros. Outra hipótese, provávelmente mais próxima de Matamouros e da realidade, resume-se à seguinte questão: - quem sempre viveu dos investimentos do estado não precisa de investidores privados.


Daí esta luta surda (e absurda) que se desenrola perante os nossos olhos entre a concepção soviética do futebol onde o clube quer manter a maioria na SAD mas ao mesmo tempo precisa do dinheiro do americano; e a concepção também absurda do Vieira que (às escondidas) e com métodos napolitanos quer seguir o modelo do Bayern de Munique! Uma impossibilidade lusitana porque o Bayern é um clube de futebol profissional, e só de futebol, que actua na Alemanha dentro de regras transparentes e iguais para todos.


E termino com uma previsão: - à semelhança do que aconteceu com o Sporting que destituiu Bruno de Carvalho mas aproveitou tudo aquilo que ele fez; no Benfica vão aproveitar a obra do Vieira e não tarda muito vamos ver o americano John Textor a beber umas cervejas na catedral das imparidades.




quinta-feira, julho 15, 2021

A transparência que a maçonaria quer!

 

Foi ontem aprovada na Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados a proposta do PSD que estabelece que os titulares de cargos públicos devem declarar as associações a que pertencem. A proposta, que teve o voto favorável de todos os partidos com excepção do PS, irá subir ao plenário da AR e depois veremos se consegue passar!


Tem sido um processo difícil e moroso por um lado para não ferir direitos constitucionalmente protegidos como a liberdade de associação, de religião e de culto, mas sobretudo por contar com a forte oposição da Maçonaria que vê na proposta um ataque à própria maçonaria e à privacidade dos cidadãos, numa argumentação velha e relha e já de todos conhecida.


Como se fosse natural a existência de sociedades secretas numa sociedade livre, como se fosse natural que em nome da privacidade possam escapar ao escrutínio dos portugueses no caso de se candidatarem a altos cargos públicos! Cargos onde podem surgir conflitos de interesses nomeadamente entre o serviço público e a obediência à respectiva maçonaria!*


Quanto à posição do partido socialista nada melhor que citar Rui Rio: - “O PSD propõe que os políticos tenham de declarar todas as organizações a que pertencem! A Maçonaria opõe-se com vigor e o PS obedece-lhe votando contra a nossa proposta. Tudo isto demonstra bem a degradação do regime e a aposta do PS na falta de transparência”.


Saudações monárquicas


*Em desespero de causa a maçonaria tenta comparar-se com as excepções que a proposta prevê para o caso de filiações de índole religiosa. Mas logo recua e baralha-se porque nunca vai admitir aquilo que na realidade é. Uma ordem militar religiosa... secreta.



terça-feira, julho 13, 2021

Um advogado espertalhão!

 

O advogado do Vieira deu ontem espectáculo na TVI assegurando que até agora não vislumbrou qualquer crime nos factos que constam do despacho de acusação! E com uma autorização especial da Ordem dos Advogados para se pronunciar sobre o processo, foi fazendo o seu número, não se coibindo de criticar o procurador do ministério público que conduz a investigação (Rosário Teixeira) esquecendo-se do conflito de interesses que ele próprio representava. Um conflito que o pivot de serviço não foi capaz (ou não quis) questionar!


Com efeito Magalhães e Silva faz parte do Conselho Superior do Ministério Público, o órgão disciplinar e de avaliação de desempenho dos procuradores do ministério público. Um cargo destes deveria ser incompatível com o exercício simultâneo da advocacia pelo menos em processos tão sensíveis como este, em que uma das partes, quer queiramos quer não, são os contribuintes portugueses.


Mas o nosso conceituado penalista não dá importância a ninharias e desfiou a velha teoria da normalidade. Uma teoria muito usada pelos defensores de Sócrates. O esquema é isolar os factos, desligá-los do contexto e por fim considerar tudo normal! No caso de Sócrates era normal um primeiro ministro viver de amigos, ter uma casa em Paris, e receber envelopes com dinheiro vivo. No caso do Vieira, é normal ninguém saber ao certo qual é a estrutura accionista da SAD a que preside, assim como também deve ser normal ter toupeiras nos bancos que o ajudem a recomprar a própria dívida e com desconto para amigos! Tudo menos transparente, iludindo a lei e prejudicando os contribuintes!

Em resumo, tudo normal na república do avental!



Saudações monárquicas


Post scriptum:

Para concluir a apreciação a este advogado que conhecemos da TV desde os tempos da Casa Pia, li hoje esta pérola em roda pé numa das televisões subsidiadas: -'Se isto fosse com o Pinto da Costa já aqui estavam as claques'. 

Comentário: Em primeiro lugar o Benfica segundo Luís Filipe Vieira não tem claques. Em segundo lugar e para além de um certo desespero parece-me, posso estar enganado, que o advogado Magalhães e Silva estava a apelar à justiça popular?! Mas repito, devo estar enganado.  






segunda-feira, julho 12, 2021

Onde é que anda a direita?!

 

Com o país a saque e quando a trama da corrupção começa finalmente a denunciar-se, a direita é mais uma vez lenta a reagir. E deixa o palco todo à Catarina do Bloco, um palco onde até a Ana Gomes recupera fôlego à conta do Rui Pinto. E se este era um momento ideal para liquidar o governo do Costa mais a sua geringonça!...


Com efeito a nomeação de Vítor Fernandes para o Banco do Fomento é aquilo a que se pode chamar o assalto final aos cofres do estado! E já nem é necessário medir as palavras uma vez que uma das medidas de coacção impostas a Vieira pelo juiz é precisamente a proibição de qualquer contacto com o futuro gestor da bazuca! E se isto não chega para incriminar Vítor Fernandes, anda lá perto!


Mas a direita pode ir mais longe e mais fundo. Quem garantiu a idoneidade bancária do Fernandes foi o Banco de Portugal do Centeno e quem nomeou o Fernandes com base naquela 'idoneidade' foi o governo do Costa. Mais do que isto sabemos todos que este Vítor Fernandes (agora indiciado como ajudante do Vieira no Novo Banco) já tinha um curriculum invejável em matéria de assaltos a bancos nos tempos de Sócrates!


Então o que é que falta para a direita agir em conformidade?! Estão mais preocupados com o futuro do Benfica?! Ou será que essa direita adulta e consistente ainda não tem representação em Portugal?!


Saudações monárquicas

sábado, julho 10, 2021

Mas quem é que está preocupado com a sucessão no Benfica?!

 

Só os alienados e os mentecaptos. E claro os que ainda sonham tapar o sol com a peneira. Pelo contrário eu estou cada vez mais preocupado com o futuro deste país dominado por uma quadrilha, um polvo com tentáculos que nunca mais acabam. E que não tem vergonha nenhuma.


Transitam do governo para os reguladores, dos reguladores para as empresas que regulavam, administram bancos intervencionados onde facilitam negócios sujos que prejudicam o estado, e no fim ainda são premiados com altos cargos. Cargos de fomento, só não sabemos exactamente do quê! É isto que me preocupa e devia preocupar toda a gente. Tenho, tal como muitos portugueses, a minha conta no Novo Banco. Quero que o Benfica se lixe.


Uma nota final: - acabou a presunção de inocência! Desde o processo da Casa Pia que o regime perdeu esse direito. Quanto à ética republicana, ela nunca existiu. É uma palavra de ordem da maçonaria para enganar os incautos. Curiosamente, sempre que o regime é justamente posto em causa (Casa Pia, Sócrates, Benfica) quem aparece a defender o indefensável é o pessoal do avental! Só não posso ter a certeza porque eles não tiram a máscara.


Saudações monárquicas



(Conselhos e sugestões):


Aos benfiquistas : - Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele, ditado muito antigo. Assim, de futuro, devem evitar que o vosso clube se transforme em estaleiro de negociatas e golpadas que até podem ajudar a ganhar campeonatos mas que prejudicam claramente o país. E uma instituição de utilidade pública, como gostam de se gabar, não serve para isso. E há também a verdade desportiva.


Ao presidente da Federação e ao presidente da Liga: - embora estejam calados e invisíveis, todos estes infaustos acontecimentos são também da sua responsabilidade. Assim, se não conseguem garantir a verdade desportiva nas competições que organizam, devem demitir-se.


Ao secretário de estado do desporto: - Entregue a pasta rápidamente. Qualquer pessoa normal e independente consegue fazer melhor. Pela simples razão de que não está comprometida com o sistema corrupto em vigor.


À concorrência: - os outros clubes devem reconquistar a sua independência deixando de ser escravos dos três clubes do estado. Vocês sabem quais são. A união soviética também tinha os clubes do estado e os outros, mas isso já acabou.


Aos políticos: - não instrumentalizem o futebol nem se deixem instrumentalizar por ele. Deixem de ser comentadores da bola; deixem de frequentar os camarotes presidenciais; não almocem (ou jantem) na assembleia da república com os presidentes dos clubes de futebol; não peçam bilhetes nem aceitem viagens para ir ver a bola; e em lugar de pedirem camisolas dispam as camisolas e olhem pela 'res pública' pois foi para isso que foram eleitos. Evitem comissões de honra.

quarta-feira, julho 07, 2021

Eu já vi este filme!

 


Na versão original o presidente perde as eleições e é de imediato preso. Nunca mais deixou de ser perseguido pela justiça, processos atrás de processos, até que teve de se exilar. A vítima, oficialmente depenada, recobrou o animo, escolheu um novo presidente e lançou-se em nova aventura.


Especialista em pneus e semi reboques o novo líder era na altura em que foi eleito um bem sucedido construtor civil. Dez anos à frente, segundo se dizia, deitou mãos à empreitada e não olhou a meios para colocar a águia no poleiro. O preço estamos todos nós a pagar incluindo as confusões entre negócios da bola e negócios privados.


Como é que isto vai acabar é a pergunta de um milhão de dólares. Recordemos que ao contrário do antigo presidente este ganhou as eleições e na sua comissão de honra estava a nata do regime! Sem esquecer que o seu camarote era mais restrito que o conselho de ministros!

Das duas, uma: - ou o país vai preso, ou então, soltam toda a gente!



Nota básica: Agora há uma coisa que é preciso que fique claro: - esta brincadeira tem que acabar. Os clubes tem que ser responsabilizados pelas suas escolhas e também pelos benefícios indevidos que retiraram dessas mesmas escolhas. Não basta mudar de presidente para ficar tudo bem.


sábado, julho 03, 2021

Costa, Cabrita e restante família!

 

O primeiro ministro não tem a vida fácil desde o momento em que optou por um governo familiar. Em especial quando toca a remodelações a verdade é que a família não estica. Já houve a troca do marido pela mulher, e vice versa, houve um pai que saiu para entrar a filha, os netos não podem porque ainda são menores e os animais de estimação têm mais que fazer.


Uma encruzilhada difícil que Costa terá no entanto que resolver até porque alguns ministérios começam a dar claros sinais de esgotamento. Uns precisam de mais competências e outros de menos acidentes de percurso. No primeiro caso estou a pensar na ministra da saúde (embora fique bem de máscara) e na ministra da justiça (que há muito deixou cair a máscara) e no segundo caso estou a pensar no ministro Cabrita cujo desempenho tem obrigado o primeiro ministro a entrar subitamente de quarentena evitando assim dar explicações sobre factos inexplicáveis.


Se me perguntam: - mas a remodelação vai melhorar nalguma coisa a vida dos portugueses?! Não. Mas as remodelações também nunca serviram para isso.



Saudações monárquicas

quarta-feira, junho 30, 2021

Berardo pra distrair o pagode!

 

Com a pandemia a apertar, Ronaldo eliminado, e mais um acidente do Cabrita, a maçonaria que manda no estado precisava de uma manobra de diversão. Lembraram-se do Berardo para excitar as massas!


As televisões obedeceram em bloco e têm insistido naquelas imagens antigas, quase a preto e branco, onde a Mortágua se exibia a combater os malvados dos capitalistas. Mas o Berardo já não excita ninguém. A Mortágua muito menos. E como não é previsível que prendam o resto da quadrilha (ainda são umas centenas entre políticos, magistrados, banqueiros, advogados, etc.) tudo isto soa a falso e a falta de assunto. Aliás, depois da sentença que praticamente ilibou Sócrates, o povo português já só se excita se vir o Ferro a dançar sevilhanas ou o Marcelo a marcar penalties.


E no fim, pode até acontecer que a população comece a simpatizar com o Berardo.


Saudações monárquicas


segunda-feira, junho 28, 2021

Alívio!

 

Parece que não, mas foi um alívio. Até os mais alienados percebem que ninguém aquenta 24 horas sobre 24 horas, em todos os canais de televisão, em todos jornais, em todas as radios, tudo a falar da selecção como se não houvesse mais nada na vida! Como se o nosso futuro colectivo dependesse das vitórias ou das derrotas da selecção!

E para cúmulo aquela lástima infantil e grotesca das mais altas figuras do estado a competirem por um lugar em Budapest, em Munique, ou em Sevilha, estilo tiffosis fora de prazo!

Ao menos agora não temos dúvidas sobre a gentinha que nos governa.


Depois de escrever este preâmbulo assaltou-me a dúvida se não estaria a ser injusto para os jogadores que não têm culpa da alienação geral nem da instrumentalização política de que são alvo. Pois é, mas eu também não tenho culpa disso.



Saudações monárquicas


sábado, junho 26, 2021

Colonizador ou colonizado, eis a questão!

 

Nós bebemos o cálice do colonizador até ao fim e pagámos por isso. Aliás continuamos a pagar como sucede na TAP porque a ideia de império não se perde de um dia para o outro. Quem diz TAP diz muitas outras coisas que um dependente da união europeia claramente não necessita. Esclareça-se: - dependente e obediente.


E é na questão da obediência, da vassalagem a uma burocracia cada vez mais asfixiante, que vão surgindo alguns problemas sem aparente solução. São problemas que eram previsíveis desde o início mas que a 'febre dos fundos europeus' nunca deixou ver ou discutir.


Os ingleses para quem a soberania é o valor primeiro fizeram as malas e foram-se embora. Alguns países do leste europeu como a Hungria vão reagindo em defesa (mais uma vez) da sua identidade ameaçada. Portugal, sem alternativa, aceita tudo em nome da próxima 'bazuca'. Para aliviar a cabeça os seus dirigentes alienam-se com o futebol.



Saudações monárquicas


sexta-feira, junho 25, 2021

O enriquecimento constitucionalmente garantido!

 

Os raros e heróicos leitores que me seguem sabem bem que eu gosto de responsabilizar a república pela situação do país. Nem consigo raciocinar de outra maneira.


Por exemplo neste caso da proposta do Chega sobre a criminalização do enriquecimento ilícito (proposta liminarmente rejeitada por praticamente todos os partidos representados na assembleia da república) o que espanta não é a rejeição mas a ingenuidade do Ventura ao apresentar tal proposta!


Com efeito ao longo destes quase cinquenta anos de república de Abril já foram apresentadas outras propostas no mesmo sentido e todas elas ou morreram à nascença (como esta do Chega) ou acabaram chumbadas pelo tribunal constitucional. E a explicação só pode ser uma: – o enriquecimento ilícito faz parte da constituição da república e da sua própria sobrevivência. Digo isto porque em todos os países existe enriquecimento ilícito, em todos eles temos notícias de corruptos a contas com a justiça e só em Portugal é que isso não é constitucionalmente possível!

Não vamos portanto complicar as coisas, inventar desculpas, nem os partidos que rejeitaram a proposta do Chega beneficiam da presunção de inocência.


Saudações monárquicas



quinta-feira, junho 24, 2021

CML – o estado maior republicano!

 

Não era preciso que o Porto Canal nos avivasse a memória para sabermos da importância da Câmara Municipal de Lisboa na estratégia de assalto e manutenção do poder por parte dos republicanos. Recordemos que a conquista da Câmara de Lisboa, ainda em plena monarquia constitucional, foi um passo decisivo para o partido republicano chegar ao poder. Aliás a implantação da república foi um acontecimento lisboeta e como tal devidamente proclamado na varanda municipal. E só mais tarde foi comunicado (por telégrafo) ao resto do país.


Entretanto cem anos foram passados e a Câmara continua a fazer jus à expressão popular – 'Portugal é Lisboa e o resto é paisagem'! Daí que várias vezes tenha sugerido nestas páginas que a única forma de acabar com o monstro é o regionalismo. Baseei-me sempre no sucesso das regiões autónomas onde ainda há pouco tempo ficou provado que é possível desalojar os socialistas do poder. Sejam eles de esquerda ou de direita.



Saudações monárquicas


https://portocanal.sapo.pt/um_video/NIE5YfDCOw5TAy4CrngF


segunda-feira, junho 21, 2021

Rui Rio retoma a dianteira!

 

É um facto político indiscutível, Rui Rio está a incomodar muita gente e não apenas gente do PS! Não digo isto por causa da última sondagem, que por acaso até dá uma recuperação do PSD, digo isto porque as suas últimas intervenções têm sido corajosas e vão directas ao coração do regime. Um regime corrupto e clientelar.


Foi ele o primeiro a denunciar a escolha do maçon Pedro Adão e Silva para as celebrações do cinquentenário do 25 de Abril, e fê-lo chamando os bois pelo nome. Outros ficaram-se pelas despesas exageradas, ou pela longevidade da nomeação, mas só Rio pôs o dedo na ferida. Dito por outras palavras: – trata-se de retomar (oficialmente) a campanha de alfabetização (laica republicana e socialista)* iniciada pelo PREC em 1975 mas desta vez com falinhas mansas e com o beneplácito do presidente da república!


O controle do aparelho judicial pelo PS é outro dos alvos preferenciais de Rui Rio e nesta área estranha-se que o Chega não o acompanhe com a mesma acutilância! Diz Rio e passo a citar:


'Nomear o procurador nacional europeu com critérios políticos, colocar gente amiga no DCIAP, aumentar fortemente os salários dos magistrados, mentir sobre as nossas propostas e soltar prisioneiros em barda. É assim que o governo destrata a justiça'.


Por fim ter a certeza que Rio nunca abandonaria um país doente e confinado para ir ter com a selecção, faz dele, como várias vezes tenho afirmado, o único estadista que temos. Reconhecer isto não faz de mim um social democrata que não sou.


Saudações monárquicas



*A república sendo a mesma pode sempre piorar. Assim no 'padrão de Abril' já não haverá infantes trocados nem regentes ou reis em segundo plano! Inclino-me mais para uma ínclita geração de dependentes à descoberta de uma bazuca qualquer, europeia ou outra … mas que não seja nossa!


sábado, junho 19, 2021

Hoje é o dia!

Em que a transparência vai aumentar, a corrupção diminuir, o salário mínimo triplicar e o vírus retroceder! Tudo dependendo da pontaria do Ronaldo. Hoje também é o dia em que os portugueses se podem vingar da sua dependência face ao país mais poderoso da união europeia. Um dia, 24 horas, muito pouco tempo e muita infantilidade ao mesmo tempo!


A capitanear a selecção vai o imparável Marcelo logo seguido pelo incontornável Costa. E claro, o longuíssimo séquito do costume. Está tudo negativo, está tudo vacinado e conseguiram sair a tempo da área metropolitana de Lisboa. O único mistério que persiste prende-se com os milhares de portugueses que irão estar presentes em Munique: - quem é que lhes paga a viagem, a estadia e tudo o resto?! Dito de outra forma: - quem é esta gente que afinal tem dinheiro para tudo?!


Ou então sou eu que sou um pelintra!



Saudações monárquicas


Nota: Por lapso escrevi que Marcelo ia estar em Munique a capitanear a selecção. Afinal não foi, tendo entregue a braçadeira ao esquerdino Costa. Enfim, seja por estar lesionado,  seja por não ter conseguido sair da AML, a verdade é que fez muita falta.  

quarta-feira, junho 16, 2021

'O maluquinho da bola'!

 

Começo a ter vergonha do chefe de estado que temos. E tenho ainda mais de quem votou nele. Popularucho, que é a pior faceta do populismo, sempre preocupado com a fotografia, achou que o seu lugar era na Hungria, no Puskas Arena, para defender o título de campeão europeu! E quando questionado sobre outras matérias, porventura menores face ao tremendo desafio com os magiares, não respondeu, não quis desconcentrar-se nem desconcentrar a selecção!


Eu sou desde sempre um entusiasta do futebol e posso até partilhar daquela opinião que o considera 'a coisa mais importante das coisas menos importantes'. Agora, fazer do futebol, nomeadamente da selecção, um desígnio nacional, que me desculpem os patriotas da bola, para isso não contem comigo. Ainda por cima quando desconfiamos da velha tendência republicana para instrumentalizar tudo o que pode em benefício da propaganda.


Estou mais preocupado, mesmo não sendo presidente da república, com o campeonato europeu da transparência, ou do salário mínimo, provas onde estamos sempre mal classificados e, pelo andar da carruagem, nunca seremos campeões.


Saudações monárquicas


Nota: Ainda dentro da insanidade geral que a bola provoca, constatei que na Hungria e durante o jogo a pandemia não existe. Estavam cinquenta mil (incluindo uns milhares de portugueses) ao colo uns dos outros! É a partir daqui que se podem interpretar as palavras do grande líder Marcelo - se depender de mim o desconfinamento não volta para trás! Compreendi-te.






terça-feira, junho 15, 2021

Adão no paraíso!

Maçã ao pescoço, parra nos sítios íntimos, Adão anda afanosamente de canal em canal a espalhar a sua virtude. E nega todas as tentações. Desta vez não culpa Eva pelos pecados que 'nunca' cometeu, mas os saudosos da ditadura, e todos aqueles que não são como ele! É um exemplo, um irmão, como garantiram uma série de anjinhos da sua criação. Até o professor Marcelo deu o seu ámen!  O 25 de Abril tem destas coisas: - revela sempre o pior de nós!


 https://youtu.be/jY14_dzZz0U


domingo, junho 13, 2021

Tão Vieiristas que eles eram!...

 

Por falar em avental não resisto a dizer... tão Vieiristas que eles eram! Agora parecem ratos a fugir pelo convés! Alguma coisa sabem, não esqueçamos que têm informação privilegiada e secreta, e começam, um a um, a abandonar o navio do grande timoneiro Vieira! Primeiro foi o comissário Adão que se passou de armas e bagagens para a oposição. Percebe-se que tenha sido o primeiro atendendo não apenas à antiguidade do nome mas sobretudo à volubilidade dos afectos! Recordemos a propósito a sua prolongada e insistente lua de mel com Sócrates! Contra toda a evidência, porque o amor é mesmo assim!

 Bem mas deixemos o Adão com a sua nova cartilha para nos fixarmos na deserção mais recente - Rui Pereira!  Um nome forte nas hostes laicas republicanas e socialistas, também presidente da Assembleia Geral encarnada, e tal como Adão comentador inveterado e vieirista da primeira hora. Com o Benfica acima de tudo, inclusivé das suspeitas sistemáticas que iam surgindo, Rui Pereira tudo repelia garantindo que se tratava de uma campanha contra a instituição mais honrada de Portugal! Até que ontem se demitiu! 

Moral da história: Parece-me que tudo se encaminha para uma novela a que já estamos habituados quando se trata de clubes do regime. Muita conversa na televisão e no fim quem paga a conta são os contribuintes! Assim, depois de pagarmos a falência do Novo Banco vamos ter de pagar a falência dos seus grandes clientes. E na segunda circular não é um, são dois!

sábado, junho 12, 2021

O país do avental!

 

É um facto que a gastronomia está na moda e não há canal de televisão onde não apareça um chefe de cozinha de barrete e competente avental. E o programa acaba normalmente com uma iguaria a ser exibida perante os olhos gulosos dos tele espectadores.


Outro assunto são os cozinheiros do regime que andam pelas televisões a espalhar a velha receita republicana. Esses têm avental mas não querem que se saiba! E claro, não cheiram a fritos nem falam de culinária.


Com o tempo fui descobrindo que costumam dar à costa em alturas complicadas para a vida da república! E já lhes conheço as caras! Por isso, quando os vejo aparecer na televisão já sei que houve bronca da grossa. Foi assim com a Casa Pia, foi assim com as broncas do Sócrates e é agora com as broncas diárias da nova geração de aventaleiros. A receita é sempre a mesma: - branquear, desvalorizar, pôr tudo em banho maria, até que o tempo se encarregue de esquecer. Ao fim de alguns dias o cozinhado está pronto e o país cada vez mais esturricado. Eles estão bem e recomendam-se.


Post scriptum:

Por falar em avental, não posso deixar de dizer... tão Vieiristas que eles eram! Agora parecem ratos a fugir pelo convés! Alguma coisa sabem, não esqueçamos que têm informação privilegiada e secreta, e começam, um a um, a abandonar o navio do grande timoneiro Vieira! Primeiro foi o comissário Adão que se passou de armas e bagagens para a oposição. Percebe-se que tenha sido o primeiro atendendo não apenas à antiguidade do nome mas sobretudo à volubilidade dos afectos! Recordemos a propósito a sua prolongada e insistente lua de mel com Sócrates! Contra toda a evidência, porque o amor tem destas coisas!

 Bem mas deixemos o Adão com a sua nova cartilha para nos fixarmos na deserção mais recente - Rui Pereira!  Um nome forte nas hostes laicas republicanas e socialistas, também presidente da Assembleia Geral encarnada, e tal como Adão comentador inveterado e vieirista da primeira hora. Com o Benfica acima de tudo, inclusivé das suspeitas sistemáticas que iam surgindo, Rui Pereira tudo repelia garantindo que se tratava de uma campanha contra a instituição mais honrada de Portugal! Até que ontem se demitiu! 

Moral da história: Parece-me que tudo se encaminha para uma novela a que já estamos habituados quando se trata de clubes do regime. Muita conversa na televisão e no fim quem paga a conta são os contribuintes! Assim, depois de pagarmos a falência do Novo Banco vamos ter de pagar a falência dos seus grandes clientes. E na segunda circular não é um, são dois!

sexta-feira, junho 11, 2021

O azar dos Medina!

 

Se isto fosse há uns anos, nos bons tempos do Estaline e o Medina já tivesse nascido... Se isto fosse nos belos tempos do PREC e o Medina já fosse crescido... Se fosse nesses tempos em que se mandava tudo e mais alguma coisa, desde os ficheiros da PIDE aos segredos de estado incluindo a marca de papel higiénico usada pelos fascistas! Nesses tempos, sim. Agora com o Putin! Um arrependido, um ex-comunista! Um ex-tudo! Um crente! Um homem que é contra o aborto, o lobby gay, a ideologia de género, um selvagem que não aprecia ciclovias e prefere andar a cavalo! Como é que fui dar alguma coisa a este tipo?! Incompetência dos meus serviços e eu é que pago! E depois ninguém perdoa nada. Até o Marcelo que costuma ser compreensivo disse qualquer coisa desagradável! Pior vai ser quando eu chegar a casa! Como é que eu vou explicar à mulher tanta condecoração em russo! Ela nem conhece a língua!


'Esta partilha de dados com embaixadas, entre elas as de Estados repressores, é uma rotina da Câmara Municipal de Lisboa e não um ‘erro que não devia ter acontecido’ e que Fernando Medina agora veio lamentar”, salientou o CSP* em comunicado.'

* Comité de Solidariedade com a Palestina,

(Lido no Observador)


quarta-feira, junho 09, 2021

A festa do enforcado!

 

Cantiga de mal dizer

Este Abril é pra esquecer

Ou então pra celebrar

Meio século a descer

Com a corda a apertar!


A abrilhantar a sessão

E o pescoço em posição

Com aval do presidente

Foram chamar um Adão

Mais pequeno e mais recente!


Voo de águia ou serpente

Nunca sabemos ao certo

Se há um carrasco por perto

Que suspeitamos que mente!


Está montado o arraial

O povo conta os tostões

A corda custa milhões

Para onde vais Portugal?!



terça-feira, junho 08, 2021

A história à nossa procura!

 

Há qualquer coisa a mover-se e esse movimento, num país parado, que nada discute a não ser futebol, faz fricção mas é salutar. 

Ou é um jovem que vem de Inglaterra e coloca em causa a historiografia oficial ou é um economista que resolveu estudar história e ressuscita controvérsias esquecidas! Ainda bem que assim é a ver se passamos a discutir história em vez de futebol! Mas não vai ser fácil mudar. Digo isto atendendo ao teor das reacções e enquanto se aprovam sem discussão projectos de censura! Porém, quem acredita na dialéctica sabe que os muros sobem porque o inimigo se agiganta! Aguardemos pelos próximos desenvolvimentos.


Que para já são maus de mais para acreditar! Então não é que o governo quer nomear o 'comentador independente' Pedro Adão e Silva para preparar (com tempo!) as comemorações do cinquentenário do 25 de Abril!


Rui Rio reagiu e bem como seria de esperar. E disse aquilo que todos vemos todos os dias. Pois não há dia que este 'comentador independente' não apareça na televisão a desfiar a cartilha do PS! E vai a todas, inclusivé também é comentador benfiquista. Só não sabemos (com a certeza que só o próprio poderia confirmar) se é maçon!


É claro que podemos sempre ver o lado positivo da coisa: - confirma-se que o 25 de Abril é propriedade socialista, e tem o apoio de sociedades secretas cujos interesses, por serem ocultos, os portugueses não podem conhecer nem a lei consegue identificar.


Isto livra-me naturalmente de participar em semelhante evento.



Saudações monárquicas


Nota: Não sei se é verdade mas segundo li no Observador o presidente da república considera que o personagem é 'consensual'!


https://youtu.be/MaJPDj4kIXY

https://portocanal.sapo.pt/um_video/5q5NcoyFwo4nbvwaJ7wc